O que fazer em Giverny & Arredores

0

O que fazer em Giverny, este belo destino a uma hora de Paris? Esta pequena vila normanda, na fronteira de Yvelines e Val d’Oise, Giverny é famosa por abrigar a casa e os jardins de Claude Monet, onde ele viveu e pintou suas pinturas mais bonitas. Mas também são os arredores da vila que valem um desvio para conhecer por um dia. Giverny é uma pequena vila, com uma população de um pouco mais de 500 habitantes. E por mais pequena que seja, é uma cidade verdadeiramente vibrante.

Além das atrações da fundação Claude Monet é possível se deslumbrar com o jeitinho singular da pequena vila de Giverny. As casas floridas com jardineiras nas janela, as ruas estreitas que mais parecem cenário de história infantil e todos os pequenos detalhes que fazem dessa pequena cidade tão charmosa. Na rua principal existem vários cafés e restaurantes encantadores, além de lojinhas de souvenir dedicadas a produtos com gravuras do impressionismo.

O que fazer em Giverny

Casa e Jardins de Monet

Giverny vive novamente como quando Claude Monet encontrou o seu tão sonhado jardim, que o cercou com mil cuidados, sua inspiração divina. As flores pontuam as estações sob o efeito da luz. A residência do mestre do impressionismo encontrou suas cores, móveis, estampas japonesas e louça de barro. De frente para a casa e a oficina, o Clos Normand oferece uma paleta deslumbrante de flores e cores. 

O que fazer em Giverny & Arredores - Casa e Jardins de Monet

“Os Jardins de Monet é uma de suas obras […]”, disse Clémenceau, presidente do Conselho durante a 1ª Guerra Mundial e amigo íntimo de Monet. O jardim aquático, com a ponte japonesa, seus nenúfares, suas glicínias e suas azáleas, recria a magia que tanto inspirou Monet. Não esquecendo que a ponte japonesa (1899) e os nenúfares (1914 e 1917) são obras gravadas na memória coletiva.

O que fazer em Giverny & Arredores - Casa e Jardins de Monet

Leia também >> Jardins de Monet em Giverny 2020 | História & Beleza


Informações PRÁTICAS

Em 2020, a Fundação Claude Monet estará aberta diariamente, de 1º de Abril a 1º de novembro de 2020, das 9h30 às 18h. A a última admissão é às 17h30. Depois desse horário ninguém mais entra.

Abertura permanente da bilheteria no local, das 9h30 às 17h30, todos os dias, de 1º de abril a 1 de novembro de 2020

Animais não são permitidos.

Para você ganhar tempo, pode ser interessante visitar Giverny e Versailles no mesmo dia. Muitas pessoas não tem muitos dias sobrando, então optar pelo passeio conjugado pode te poupar tempo e dinheiro.

Museu Impressionista de giverny

A poucos passos da casa de Monet está o Museu dos Impressionistas. Em maio de 2009, o Museu Giverny de Arte Americana, criado em 1992, tornou-se o Museu do Impressionismo. O principal objetivo do Museu do Impressionismo de Giverny é destacar o caráter internacional do movimento impressionista, em particular a colônia de Giverny ou o Vale do Sena. O Museu está interessado na história do impressionismo, do pós-impressionismo como um todo e de suas suítes mais distantes na segunda metade do século XX.

Não esquecendo que é uma ótima maneira de conhecer um pouco mais da vida de Monet. No museu você encontrará uma exposição permanente sobre Claude Monnet. A influência do pintor sobre seus contemporâneos e as gerações que o sucederam. Duas exibições temporárias são oferecidas ao longo do ano, sobre temas relacionados aos pintores impressionistas. O museu está aberto do final de março ao início de novembro. Mais informações você encontra no site do museu: http://www.mdig.fr/fr.

Museu do Impressionismo : aberto das 10h às 18h – entrada 7€50 (5€ para jovens e estudantes)

Se você quiser descobrir as mais belas pinturas de Monet, recomendo o Musée d’Orsay, o Musée l’Orangerie (das fotos abaixo) e o Musée Marmottan-Monet, todos os três em Paris. 

Nenúfares de Claude Monet
Foto Shutterstock | De Isabelle OHara
Nenúfares de Claude Monet
Foto Shutterstock |  De Kiev.Victor

Outras visitas a Giverny incluem:

  • O antigo Hotel de Baudy, onde grandes pintores se conheceram no início do século XX. Hoje em dia é um ótimo restaurante;
  • A igreja Sainte-Radegonde e o túmulo de Claude Monet;
  • O Museu de Mecânica Natural, com maquinaria agrícola antiga do início do século XIX, ainda em operação;
  • Muitas oficinas de pintura e galerias de arte na vila.
O que fazer em Giverny & Arredores - Túmulo de Claude Monet

LEIA TAMBÉM :


vale dos impressionistas

Se Giverny merece um bom dia para visitar, também é porque o seu ambiente é muito agradável. Não deixe de se perder nas pequenas estradas do Eure de seu vizinho Val d’Oise. Estradas estreitas e às vezes sinuosas, elas atravessam rios, ao longo de campos e pequenas vilas. O passeio reserva surpresas agradáveis! Eu recomendo, uma pequena parada no charmoso Moinho de Fourges. Este moinho do século XVIII, localizado à beira do Epte, é uma das surpresas da região.

O que fazer em Giverny & Arredores - Moulin de Fourges

Logo ao lado de Giverny, encontramos o Sena serpenteando pelo interior da Normandia. Os passeios ao longo do Sena são muito agradáveis ​​e também podem ser uma oportunidade para um piquenique ou atividades como canoagem. Em Vernon, você pode fazer uma parada no meio da vegetação e descobrir em particular outro moinho muito bonito, mais antigo. A vista da ponte que atravessa o Sena é um pequeno cartão postal!

O que fazer em Giverny & Arredores -

Outras visitas a Vernon incluem:

  • Sua Igreja Colegiada com fachada datada do século XV;
  • Seu Château des Tourelles, construído em 1196 durante a guerra entre a Inglaterra de Richard the Lionheart e a França de Philippe Auguste;
  • Suas casas em enxaimel no centro da cidade, como a casa do Templo Jadis, que abriga o posto de turismo da região;
  • Sua torre dos arquivos, vestígio do Castelo de Vernon.

La Roche-Guyon

A vila de Roche-Guyon está localizada a apenas 10 minutos de Giverny, no coração do parque regional de Vexin. La Roche-Guyon também é uma surpresa muito agradável, a vila está classificada entre as 152 aldeias mais bonitas da França. O destaque da vila é o seu castelo, realmente atípico. Aninhado no penhasco e com uma vista bela para o Sena.

Castelo La Roche-Guyon

As origens do castelo, então troglodita, datam da Idade Média. Você ainda pode ver a torre, no topo da colina. A maior parte do que pode ser visto é composta por edifícios que datam do século 18 no sopé da colina. Um museu efêmero, instalado no castelo desde 2010, permite descobrir obras contemporâneas espalhadas no espaço. Não deixaremos de fazer um passeio pela horta do castelo reconstruída no jardim francês criado em 1741 e abandonada ao longo dos séculos.

Castelo La Roche-Guyon
Foto Shutterstock | De Francois BOIZOT

Fiquei impressionada com sua impressionante fachada e sua masmorra antiga empoleirada no penhasco. Dentro do castelo, você pode descobrir a história do lugar, as salas de seus antigos proprietários e algumas galerias. A visita se estende fora, na enorme horta histórica.

Château de la Roche-Guyon  : aberto das 10h às 18h (19h nos finais de semana e feriados) – entrada 7€80 (4€80 para jovens e estudantes)

Antiga Estrada de Ferro do Vale

A estrada de ferro do Vale Eure segue a mesma rota que os impressionistas que visitaram a região no final do século XIX e no início do século XX. A partida é de Pacy-sur-Eure. Os trens datam de 1870 a 1960. A estação data de 1870 com balcões e balanças antigas. Você pode ver carros antigos, vagões e tratores ferroviários na plataforma. Para saber mais sobre os dias e horários da viagem, aqui está o site: https://www.cfve.org/

NÃO PERCA SEU PRECIOSO TEMPO EM FILAS ENORMES!

>> Ingresso Museu do Louvre com Horário de Entrada
>> Torre Eiffel: Ingresso Prioritário 2º Andar
>> Ingresso Disneyland Paris 1 Dia para 1 Parque ou 2 Parques
>> Catacumbas de Paris: Ingresso Sem Fila com Guia de Áudio

>> Entrada Sem Fila para o Terraço do Arco do Triunfo
>> Tour Ópera Garnier com Guia Especializado
>> Ingresso Museu de Orsay 1 Dia c/ Acesso Reservado

CHÂTEAU DE GAILLON

A origem do Château de Gaillon remonta ao século 11, quando foi construído para servir como fortaleza. O castelo medieval foi então completamente transformado em um palácio renascentista no início do século XVI. Parte do castelo foi desmontada durante a Revolução e serviu como pedreira, prisão e quartel. 

Château de Gaillon

O Château de Gaillon também teve enormes jardins italianos durante o Renascimento. Infelizmente, resta muito pouco desses jardins hoje, exceto o jardim alto, localizado atrás do castelo e que serve como um lugar para passear.

Rouen

A capital normanda fica a 1h de carro de Giverny e é uma belíssima cidade para se descobrir a pé. Seu centro histórico está cheio de bonitas casas normandas com enxaimel colorido. A Catedral de Rouen, pintada por Claude Monet, certamente o atrairá tanto quanto o pintor. É também a cidade de Joana d’Arc, a quem muitos tributos estão espalhados pela cidade. O Relógio Astronômico também é uma belezura. Como podem ver, não faltam motivos para visitar Rouen.

Relógio Astronômico de Rouen

>> De Paris: Viagem de um pequeno grupo a Rouen e Giverny


Como chegar em giverny

A pequena e encantadora cidade se encontra a 75km de Paris e a 70 km a leste de Rouen. Tem opções de deslocamento fáceis para chegar e aproveitar o dia. Demora 1 hora de carro de Paris e 1 hora de Rouen.

Giverny Vernon

Opção 1 – Trem + Onibus

A forma mais fácil de chegar a Giverny desde Paris consistem em duas etapas, a primeira de trem de Paris a Vernon e a segunda de ônibus de Vernon até Giverny. A viagem de trem até Vernon parte da estação Saint-Lazare e leva entre 45 e 50 minutos. Você irá utilizar a linha Paris-Vernon em um trem “Intercités”.

estação de Vernon

NÃO PERCA TEMPO >> GIVERNY & JARDINS DE MONET DE TREM


A passagem custa cerca de €15 em cada sentido. Os lugares não são marcados. Os trens partem de duas em duas horas com início entre às 7h20 e 8h20 dependendo do dia. É possível comprar as passagens de trem antecipadamente. Antes de subir no trem, não esqueça de validar (em francês “composter”) o seu bilhete. Você irá validar nas maquinas amarelas que se encontram no início das plataformas. Caso você não valide sua passagem e for abordado por um fiscal a bordo, sera cobrada uma multa. Vale lembrar que as passagens eletrônicas emitidas pela internet não precisam ser validadas.

Foto Shutterstock | De Alexandros Michailidis

A segunda etapa da viagem será de ônibus. Ao sair da estação de Vernon, existem várias placas e indicações no piso que indicam onde estão localizados os ônibus que vão direto a Giverny. Por ser uma rota muito procurada, estes ônibus fazem exclusivamente este serviço e seus horários são alinhados com a chegada dos trens de Paris. O valor da passagem é de €8 ida e volta e pode ser comprada diretamente com os motoristas ao embarcar, em dinheiro ou no cartão de credito. O tempo de viagem é de 15 minutos de Vernon a Giverny e os ônibus oferecem wifi.

>> Ver horários do ônibus

Opção 2 – de Carro

Se você estiver interessado em mais comodidade e a oportunidade de explorar as cidadezinhas vizinhas sem se preocupar com o horário, a opção de visitar Giverny com um carro é a mais viável. O caminho saindo de Paris pela autopista A3 e A4 é bem tranquilo e possui apenas um pedágio no percurso. Em frente a entrada dos jardins de Monet e em frente a Fundação Monet, o estacionamento é grátis e o movimento é bem tranquilo.

Onde se hospedar em Giverny

Uma ótima opção para curtir ainda mais Giverny e arredores é se hospedar na região. O interior da França tem muito charme, e Giverny não foge a regra. Nesses meus 13 anos na França, já tive a oportunidade de passar algumas noites em Giverny. Aqui estão as minhas hospedagens preferidas (tem para todos os gostos e bolsos) :

La Dime de Giverny | La Maison de Madame Baudy | Le Clos Fleuri | Le Jardin des Plumes | La Pluie de Roses | Le Clos de l’Eglise | Givernel | Le Loft Campagnard 

Bom passeio à giverny e jardins de monet!!


Vai viajar e ainda não sabe onde ficar em Paris?

Escolher um hotel com boa localização fará toda a diferença na sua viagem. Aqui tem alguns hotéis que me hospedei e adorei. Tem para todos os bolsos e gostos.

Hotel com vista para a Torre Eiffel : Pullman Paris Tour Eiffel | Hotel La Comtesse | Hôtel Gustave | Hotel La Bourdonnais | La Clef Tour Eiffel

Hotel com bom custo x benefício : Le Relais Saint Honoré | Hôtel Square Louvois | 1K Paris | Hôtel Madison | Hôtel Napoleon Paris

Hotel de Luxo : Fauchon L’Hôtel Paris | Nolinski Paris | Hôtel Regina Louvre | Hotel Bowmann | Le Narcisse Blanc | La Clef Champs-Élysées Paris

Hotel em Montmartre : Terrass” Hôtel Montmartre | Grand Pigalle Hotel | Maison Souquet | Hotel 29 Lepic | Hôtel Basss

Albergue | Hostel : YOOMA Urban Lodge | Generator Paris | St Christopher’s Inn Paris – Gare du Nord | The People Hostel – Paris 12


FILAS? NUNCA MAIS! INGRESSOS PARA SUA COMODIDADE


Se você fizer sua reserva através dos links aqui do Vou pra Paris, eu ganho uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso. Essa é uma forma de apoiar o Vou pra Paris a continuar escrevendo ótimas dicas de Paris para você. Obrigada!

;

;

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy
%d blogueiros gostam disto: